Imprimir E-mail

PONTOS TURÍSTICOS DE PETRÓPOLIS

1) MUSEU IMPERIAL

O Palácio da Concórdia foi construído para ser a residência de verão da família imperial brasileira. Em 1822, numa de suas viagens em direção a Villa Rica, na busca de apoio para a independência do nosso país, D. Pedro I ficou encantado com aquele aprazível vale entre as montanhas, no coração da Mata Atlântica. Hospedou-se na Fazenda do Padre Corrêa e chegou a fazer uma oferta para adquiri-la. Como a proposta não foi aceita, ele resolveu comprar as terras vizinhas, a Fazenda do Córrego Seco, por 20 contos.

O Imperador não teve tempo para realizar seu sonho de construir a residência de verão. Com a crise política e sucessória em Portugal, D. Pedro I teve que voltar à Europa e não mais regressou ao Brasil. Ao morrer, deixa de herança aquelas terras para seu filho, D. Pedro II. O novo imperador levou adiante o sonho do pai e começou a construir o prédio, em estilo neoclássico, em 1845. Dezessete anos mais tarde a obra estava concluída.
Para dar início à construção, D. Pedro II assinou um decreto em 16 de março de 1843, criando Petrópolis. Uma grande leva de imigrantes europeus, principalmente alemães, sob o comando do engenheiro Júlio Frederico Koeler, foi incumbida de levantar a cidade, construir o Palácio e colonizar a região. Em 29 de março de 1940 o presidente Getúlio Vargas cria o Museu Imperial. A inauguração do espaço acontece em 16 de março de 1943, durante as comemorações do centenário de Petrópolis.

Os jardins do Museu Imperial, abertos gratuitamente ao público, são uma atração à parte. Projetados pelo brilhante Paisagista Jean Baptiste Binot sob orientação pessoal do Imperador Pedro II, os jardins abrigam espécies exóticas da flora mundial, como árvores de incenso, ciprestes lusitanos, jaqueiras, magnólias, azáleas, palmeiras australianas, manacás, cambucás, pau-brasil, camélias, entre muitas outras. Um espaço coberto de árvores centenárias que emociona os visitantes.

Endereço: Rua da Imperatriz, 220 - Centro
Visitação: Ter a Sáb das 11h às 17h; Dom, das 11h às 16:45h
Contato: (24) 2237-8540/ 237-8000

2) CATEDRAL SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
A construção em estilo gótico é uma das mais belas do município e impressiona pela imponência e riqueza de detalhes. A pedra fundamental foi lançada pelo Imperador Pedro II e pela Princesa Isabel Cristina em 1884. A construção só foi totalmente concluída em 1969. A catedral possui 70 metros de altura, composta por três naves divididas por cinco pilares góticos. No altar a imagem do padroeiro da cidade, São Pedro de Alcântara, esculpida em mármore de Carrara. À direita, logo na entrada da catedral, estão localizados os mausoléus de D. Pedro II e de D. Teresa Cristina, cujas imagens foram esculpidas nas lápides em mámore de Carrara por Jean Magrou. Nas laterais estão os túmulos de Conde d’Eu e da Princesa Isabel, obras do artista H. Cozzo. Os restos mortais dos imperadores foram levados para Petrópolis em 1939 e o da princesa e de seu marido, mais tarde, em 1971

Endereço: Rua São Pedro de Alcântara, 60 - Centro
Visitação: Diariamente das 9h às 12h e das 14h às 18h.
Contato: (24) 2242-4300

3) PALÁCIO DE CRISTAL
É considerada por muitos historiadores a primeira construção pré-moldada a chegar no Brasil. Foi encomendado pelo Conde d’Eu como presente para sua amada a princesa Isabel. Originalmente o palácio foi adquirido para abrigar exposições de flores e plantas ornamentais e para os galantes bailes imperiais. O Palácio de Cristal foi construído nas oficinas da Sociedade Anônima de Saint-Sauver-Les Arras, na França, em 1879. A mais bela festa aconteceu no domingo de Páscoa de 1888, quando a princesa Isabel Cristina entregou a carta de alforria aos escravos, a maioria delas indenizando os seus senhores.

Endereço: Rua Alfredo Pachá - Centro
Visitação: Ter a Dom das 9h às 17h.
Contato: www.petropolis.rj.gov.br

4) CASA DE SANTOS DUMONT
Ela também é conhecida como A Encantada, por estar localizada na Rua do Encanto, no Centro Histórico de Petrópolis, ao lado de outro ponto turístico, o Relógio de Flores, que fica à frente de um dos prédios ocupados por uma universidade. Foi planejada pelo próprio pai da aviação para servir como residência de veraneio. Foi em 1918 que Dumont resolveu construir aquele refúgio, depois de voltar muito desapontado da Europa ao saber da utilização de seu mais precioso invento, o avião, durante a Primeira Guerra Mundial. O prédio é um típico chalé francês alpino, com três pavimentos. No alto da casa existe um mirante que servia de observatório astronômico.

Endereço: Rua do Encanto, 22 - Centro
Visitação: Ter a Dom das 9h às 17h.
Contato: (24) 2231-3011

5) HOTEL QUITANDINHA
O grandioso hotel em estilo germânico é uma atração à parte em Petrópolis. A começar pelo lago que existe à sua frente e que tem o formato do mapa do Brasil, com um farol instalado no local imaginário onde estaria localizada a Ilha de Marajó. O prédio foi construído entre os anos de 1940 e 1944 pelo empresário Joaquim Rollas para abrigar um cassino e foi considerado o melhor centro hoteleiro da América do Sul. Em 1946, apenas dois anos depois de ter sido inaugurado com toda pompa e circunstância, o jogo foi proibido no Brasil pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra. A partir daí o Quitandinha começou a enfrentar sérios problemas financeiros. Uma das alternativas encontradas pelos proprietários foi a realização de congressos, seminários, eleição de misses entre outros grandiosos eventos, mas nem isso impediu que o prédio se transformasse em um condomínio residencial. A ala social do imponente prédio está localizado no primeiro piso e até hoje conserva as suas suntuosas instalações em estilo hollywoodiano, testemunhas do sucesso que o Hotel Quitandinha fez no passado.

Na ala direita está a varanda, a sala de exposições, os salões de estar, a sala de leitura, a imensa gaiola para pássaros tropicais, o jardim de inverno, a impressionante piscina, a boite, as quadras de esportes, as vitrines das lojas e o teatro mecanizado, com três palcos giratórios e o antigo salão de jogos do cassino, com uma gigantesca cúpula que
produz um fantástico eco. Na ala esquerda, destaque para outra varanda, o bar americano, com cadeiras forradas com couro de cabra, os salões de estar e os amplos restaurantes. Um destaque especial fica para o conjunto de lustres, de ambos os lados, todos imponentes e magníficos. Na entrada principal, um gigantesco lustre parece querer cair sobre os visitantes e impressiona por sua beleza e dimensões. A decoração do Palácio Quitandinha, como o espaço também é conhecido, ficou sob a responsabilidade de Dorothy Draper, decoradora norte-americana responsável pela criação de cenários de filmes hollywoodianos.

Endereço: Avenida Getúlio Vargas
Visitação: área particular
Contato: www.petropolis.rj.gov.br

6) OUTROS PONTOS TURÍSTICOS
Trono de Fátima
Endereço: Colina Quinta do Sol - Centro
Visitação: Diariamente das 7h às 18:30h
Contato: www.petropolis.rj.gov.br

Palácio Amarelo – Sede da Câmara Municipal
Endereço: Praça Visconde de Mauá, 89 – Centro
Visitação: sede do Poder Legislativo
Contato: www.cmp.rj.gov.br

Palácio Rio Negro
Endereço: Av. Koeler, 255 - Centro
Visitação: Qua a Dom das 12:30h às 17h
Contato: (24) 2231-3011

Teatro Municipal Paulo Gracindo
Endereço: Praça dos Expedicionários
Visitação: ver programação de eventos
Contato: www.petropolis.rj.gov.br


Centro de Cultura Raul de Leoni
Endereço: Praça Visconde de Mauá
Visitação: diariamente, no horário comercial
Contato: www.petropolis.rj.gov.br

Museu das Armas
Endereço: Rodovia BR-040, km 40 - Quitandinha
Visitação: (24) 2243-3119
Contato: marcar com antecedência

Parque Cremerie
Endereço: Estrada da Independência, s/n - Cremerie
Visitação: Ter a Dom 8h às 18h
Contato: (24) 2231-3011

 
Banner

Web Rádio Gazeta das Cidades

Enquete

Qua o seu destino de Réveillon?

Banner


Banner