De "casaca" torcedores protestam no Maracanã

Torcedores de Botafogo e Flamengo cumpriram promessa e foram ao Maracanã de terno e gravata neste domingo, antes de clássico entre os clubes pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os movimentos denominados “Aristocracia Alvinegra” e Aristocracia Flamenga” reuniram cerca de 30 pessoas nos arredores de um dos principais acessos ao estádio e protestam contra a elitização do público e os preços elevados dos ingressos após a privatização do Maracanã. Com charutos, chapéus e cartazes, os manifestantes abusaram do bom humor durante o protesto. Antes do chá, eles se reuniram e fizeram brinde com champagne.

Os torcedores de Botafogo e Flamengo se concentram na rampa da Uerj, que tradicionalmente reunia as organizadas dos clubes do Rio antes da privatização do Maracanã. Agora, o local serve como entrada para a área VIP e para os camarotes. Guilherme Figueira, 29 anos, afirma que o objetivo é chamar atenção para a questão dos altos preços dos ingressos no Maracanã de forma bem humorada.  "Não queremos tumulto, apenas protestar de maneira bem humorada. Não podemos aceitar estes preços abusivos. Estão querendo tirar o povão dos estádios. Parecem até que querem mudar a maneira de torcer. Temos que lutar contra isso", destacou o publicitário.

Com o bilhete mais barato custando R$ 100 (cadeira superior, com R$ 50 a meia-entrada), os torcedores de Botafogo e Flamengo sofreram com um aumento de, no mínimo, 66% para acompanhar o jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro - em comparação ao clássico do último domingo, entre Vasco e Fluminense. A decisão sobre o preço dos bilhetes foi tomada pelo Flamengo, que também ficará com a toda a renda dos 43 mil lugares a que tem direito pelo acordo com o Consórcio Maracanã S.A.

(Fonte: UOL)

Comentários