O Brasil dá adeus a Niemeyer em sua maior obra


A assessoria da Presidência da República informou na manhã desta quinta-feira (6) que o corpo do arquiteto Oscar Niemeyer será velado no Palácio do Planalto, projetado pelo próprio Niemeyer e sede do governo federal, em Brasília, das 15h às 20h. Das 15h às 16h, o velório será aberto apenas para autoridades e jornalistas. Depois, das 16h às 20h, a cerimônia será aberta ao público. O corpo subirá a rampa do palácio acompanhado pelos Dragões da Independência, unidade que pertence ao Exército e faz a guarda da presidente. O corpo deve sair do Rio de Janeiro às 13h e deve chegar às 14h30 na Base Aérea de Brasília, de onde sairá em carro aberto do Corpo dos Bombeiros pelo Eixo Rodoviário, que liga as asas do plano piloto de Brasília, até a Esplanada dos Ministérios. Segundo a assessoria do Planalto, a própria presidente Dilma Rousseff telefonou para a família do arquiteto, ofereceu as dependências do palácio, e a oferta foi aceita. Niemeyer, de 104 anos, morreu no Rio às 21h55 de quarta em decorrência de uma infecção respiratória. Ele estava internado desde 2 de novembro no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul.. O médico Fernando Gjorup, que cuidou do arquiteto por mais de 15 anos, disse que Niemeyer trabalhou durante a internação ao conversar com a equipe dele sobre novos projetos, mesmo aos 104 anos. 

(Fonte: UOL)

Comentários

ARQUIVOS DA GAZETA

Mostrar mais