segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Mafalda Minnozzi: show beneficiente em Petrópolis

Mais uma vez a cantora italiana Mafalda Minnozzi vem presentear Petrópolis com sua música e seu talento especial. No dia 14 de novembro, às 20 horas, no Theatro D. Pedro (Praça dos Expedicionários, s/n,Centro, tel: 2235-3833), o público poderá conferir o show “Spritz”, que marca o lançamento de seu novo CD homônimo. Desta vez o espetáculo terá renda revertida para o Coral Dó Ré Mi, coro Modelo do Programa Canta Petrópolis, com ingressos a R$ 20,00. Encantada com o trabalho do coral, formado por crianças e adolescentes da Escola São Judas Tadeu, Mafalda estabeleceu uma grande amizade e uma parceria com o maestro Leonardo Randolfo. Hoje ela se identifica imensamente com a cidade e fez questão de oferecer o show em prol do coro, que apresenta um dos trabalhos mais consistentes de Petrópolis em termos de música para crianças da rede pública.

Numa produção da Thema Soluções Artísticas, o público vai curtir o espetáculo “Spritz”, com releituras de letras populares da música italiana interpretadas com o swing e tempero do jazz dos anos de 1950 e 1960. Mafalda Minnozzi sobe ao palco desta vez para um show acústico, acompanhada do fantástico guitarrista nova-iorquino Paul Ricci, que também assina a direção musical. Não vai faltar a participação especial do Coral Dó Ré Mi, sob a regência do maestro Leonardo Randolfo. Da iluminação ao figurino, tudo foi pensado para ambientar o espectador de “Spritz” na atmosfera dos anos 50 e 60, época que faz parte do imaginário de Mafalda Minnozzi, a partir das histórias contadas por seus avós sobre a Itália do pós-guerra. O novo CD reúne 16 canções com arranjos da cantora e de Paul Ricci.

Com afinação natural e capacidade interpretativa, Mafalda inspirou-se em suas influências jazzísticas: Count Basie, Cole Porter, Caterina Valente, Frank Sinatra, entre muitos outros para fazer a releitura, ao lado de Paul Ricci, de músicas tradicionais italianas como "Al di lá", “Tu Vuo´ Fa L’Americano”, "Amore Baciami" e "Dio Come Ti Amo". Essas obras ficaram conhecidas após grandes festivais, como o de Sanremo, o Festival della Canzone Italiana, considerado um dos mais importantes eventos de música do mundo. Destacam-se no repertório de “Spritz” compositores de peso, da importância de Ennio Morricone, Renato Carosone, Paolo Conte e Umberto Bindi.

CORO MODELO: O Dó Ré Mi é o coro modelo do Programa Canta Petrópolis, cujo projeto é levar música para milhares de crianças da rede pública de ensino. Formado por meninos e meninas da Escola S. Judas Tadeu, é um grupo de crianças e adolescentes, dos 6 aos 16 anos de idade. Criado em 2002 por Mônica Chung e Leonardo Randolfo, atuou até 2007 e este ano o maestro reeditou o grupo como coro modelo. Seu sucesso foi relâmpago. Com poucos meses de ensaio já participou de inúmeros eventos, inclusive na Rio +20, apresentando-se na Cúpula dos Povos, no Rio de Janeiro. O coro vem conquistando platéias, mostrando um trabalho ousado, cantando composições da MPB, em inglês e alemão, com direito a solos de alguns cantores. O Dó Ré Mi acaba de participar da gravação de algumas faixas do CD natalino de Bibi Ferreira, juntamente com Xuxa, Zeca Pagodinho e Fernanda Montenegro. O álbum, gravado pelo selo Biscoito Fino, será lançado no mês de novembro.

(Fonte: Arquivos da Gazeta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário