Mãe impede filho de cometer chacina em cinema



Um homem do condado americano de Bolivar, no Estado de Missouri, foi indiciado pelas autoridades após admitir que planejara levar a cabo um tiroteio durante a exibição do filme Amanhecer parte 2 (da saga Crepúsculo) neste final de semana, informa o jornal local Springfield News-Leader. Um novo massacre foi impedido após a mãe de Blaec Lammers, 20 anos, denunciá-lo para a polícia. O departamento de polícia de Bolivar emitiu um comunicado afirmando que a mãe de Lammers contatou as autoridades na quinta-feira para registrar sua preocupação após seu filho comprar armas semelhantes as usadas no massacre de Aurora, no Colorado, quando um jovem abriu fogo dentro de um cinema que exibia o último filme do Batman e matou 12 pessoas.

Após a denúncia, Lammers foi levado a uma delegacia local para prestar depoimento. Segundo a polícia, ele afirmou inicialmente que comprara dois rifles para caçar. Porém, no decorrer da conversa, a polícia perguntou ao jovem sobre os recentes tiroteios que viraram notícia no país e ele acabou abrindo o jogo. "Blaec Lammers disse que tinha muito em comum com as pessoas envolvidas nesses tiroteios. Ele disse que era calmo, meio solitário, que tinha comprado armas recentemente e não falado para ninguém sobre isso, e que tinha pensamentos homicidas", diz o comunicado da polícia de Bolivar. Lammers acabou admitindo que comprou ingressos para a exibição do filme Amanhecer parte 2 no domingo e que comprara as armas com a intenção de atirar nas pessoas no cinema durante a sessão. Ele foi indiciado na sexta-feira por ataque em primeiro grau, e por fazer ameaças terroristas e de ação criminal armada.

(Fonte: Portal Terra)

Comentários

ARQUIVOS DA GAZETA

Mostrar mais